Quanto custa a entrada inicial para o crédito habitação?

Quanto custa a entrada inicial para o crédito habitação?

Vai comprar uma casa com crédito habitação e não sabe qual o valor de entrada inicial que tem de ter disponível? Atente aos fatores que têm impacto e quais as contas que deve fazer. 

09 Apr 20243 min

Gostou do que leu? Partilhe!

Se está à procura do seu crédito habitação ideal: Veio ao site certo! Os intermediários de crédito da Poupança no Minuto têm o serviço de que precisa... contacte-nos e saiba mais. 

Quais os valores máximos que o banco financia? 

Ao comprar uma casa com um crédito habitação, atualmente, deve pagar um valor inicial, por norma designado de “entrada”, uma vez que os bancos não financiam a aquisição a 100%. 

Não existindo empréstimos completos por parte dos bancos, estão estipulados limites máximos que os bancos podem financiar. 

O Banco de Portugal (BdP) define então que, para créditos destinados a habitação e construção própria e permanente, os bancos estão autorizados a emprestar até 90% do valor do imóvel (de aquisição ou avaliação, o valor mais baixo). E para créditos com garantia hipotecária ou destinados a outras finalidades, os bancos podem emprestar até 80% do valor do imóvel (também o mais baixo entre o de aquisição e o de avaliação). 

Créditos habitação com financiamento a 100% só são possíveis, porventura, em imóveis que pertençam ao banco e tenham sido penhorados. Saiba mais sobre esse tema aqui

Então, quanto tenho de pagar ao banco? 

Assim sendo, comprando uma casa com crédito habitação, terá (quase) sempre que dar um valor de entrada inicial ao banco. 

O valor em si dependerá do custo do imóvel. Vejamos exemplos para se tornar mais fácil: 

Se for comprar um imóvel para habitação própria e permanente com um custo de aquisição correspondente a 280.000 euros e um valor de avaliação igual a 290.000 euros, o banco pode emprestar 90% de 280.000 (o valor mais baixo). O que significa que o banco empresta, neste caso, 252.000 euros e terá de dar os restantes 10% - 28.000 euros

Agora pondere que o imóvel que vai comprar para habitação própria e permanente está com um valor de aquisição de 300.000 euros, mas o banco avalia o imóvel em 290.000 euros. O banco empresta 90% de 290.000 euros (o valor mais baixo), ou seja, 261.000 euros. Mas o valor de aquisição mantém-se o mesmo, pelo que tem de dar o restante dos 261.000 euros até 300.000 euros – 39 mil euros

Se o imóvel que for comprar se destinar a habitação secundária, e tiver um custo de aquisição de 250.000 euros e o valor de avaliação for o mesmo, o banco empresta 80% desse valor. Ou seja, terá de ter disponível como capital inicial 50 mil euros

Então, o valor de entrada inicial que terá de dar ao banco para poder avançar com o seu crédito habitação depende do custo do imóvel, o de aquisição e o de avaliação. Mas note que pode sempre pagar um valor maior ao banco, por forma a amortizar o máximo valor do crédito num momento inicial, bem como o pode fazer a qualquer momento do contrato de crédito. 

Estar acompanhado ao longo de um processo de contratação de crédito pode ser crucial para que não se depare com desafios! Através de um serviço 100% gratuito e digital, os intermediários de crédito da Poupança no Minuto alcançam várias propostas de financiamento para lhe apresentar, tratam de toda a burocracia associada, tiram todas as suas dúvidas e aconselham-no face à proposta com que deve avançar! Avançando... não saímos do seu lado até ao dia da escritura. Fale connosco e inicie o processo já hoje! 

Newsletter

Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.



Crédito habitação